Olimpíadas 2016: Anonymous ataca site do governo do Rio

O grupo de ativistas virtuais Anonymous atacou novamente e tirou do ar o site do Governo do Rio de Janeiro. A operação chamada”OpOlympicHacking” começou de forma oficial nesta segunda-feira e tem alvo as Olimpíadas 2016. Os hackers tiraram do ar o site do governo do Rio de Janeiro (http://www.rj.gov.br/) e vazaram o banco de dados da página nas redes sociais.

Os ativistas também tentaram retirar do ar o site oficial do evento, mas ele permanece online.

Agora, o site do governo estadual do Rio de Janeiro permanece fora do ar e as informações contidas no banco de dados da página foram expostos nas mídias sociais. É possível descobrir o endereço de alguns e-mails de funcionários do Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Rio de Janeiro (Proderj), e do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

O motivo disso tudo acontecer durante as Olimpíadas 2016

O motivo do ataque deve-se ao fato de que, na visão do Anonymous, o evento vende uma falsa felicidade e um falso sentimento de patriotismo. O grupo também critica a verba gasta com as Olimpíadas afirmando que o dinheiro poderia ser melhor aproveitado em saúde e educação.

O grupo também atacou anteriormente a Agência Nacional de Telecomunicações e o Ministério Público do Mato Grosso do Sul.

De acordo com um hacker que faz parte do grupo e que atuou nas invasões da Anatel, o objetivo da ação é “desfazer esse vínculo de glamour, honra e patriotismo, criado pelo marketing da competição”. Segundo explica, o objetivo é fazer com que essas empresas compreendam como o povo se sente em sediar um evento desse porte na atual conjuntura econômica do país.

A população se vê obrigada a deixar de lado suas obrigações básicas de sobrevivência garantidas em lei para atender um evento que hoje nada mais é que uma atração midiática capitalista que objetiva o lucro para seus investidores e o poder para seus organizadores“, explicou o hacker.